11 de julho de 2011

Resenha: Rostinho Bonito


Título: Rostinho Bonito
Autor: Mary Hogan
Editora: Galera Record
Número de páginas: 240
Ano: 2011
Sinopse: A vida de Hayley tinha tudo para ser perfeita. Ela mora na Califórnia, a poucos metros da praia, o clima é sempre perfeito, as pessoas são legais e ela tem uma melhor amiga dos sonhos! Além de tudo, Hayley é engraçada, inteligente, amiga e tão bonita...de rosto. (...) Antes que Hayley surte com a pressão de ter uma mãe irritantemente obcecada por perder peso, um amor que nunca vai passar de uma amizade - e que, além de tudo, está a fim de sua melhor amiga - e sua dificuldade em se encaixar no padrão californiano, seus pais resolvem ter a melhor ideia do mundo: mandá-la para a Itália para passar o verão!
|Primeiro Capítulo|

Fiquei com vontade de ler Rostinho Bonito porque queria uma história mais leve e também porque achei bem fofo outro livro da autora, Garota Perfeita.

Hayley está fora dos padrões da Califórnia, estado do sol e do biquíni, onde os ricos e famosos exibem suas belas formas pelas praias. A mãe não deixa que a garota se esqueça do peso e ainda por cima compra uma balança que fala!

Contraio‑me toda, o máximo possível. Então subo na minha nova balança digital.
Ouço um ruído.
Bipe. Então uma voz robótica, em volume alto.
— Sessenta e...
Horrorizada, desço correndo da balança. Minha mãe me deu uma balança que fala? Ela está louca? Não só tenho de ver o número inchado brilhar para mim acusadoramente naquela luz verde horrenda, como tenho de ouvir a má notícia também?
O que mais ela dirá? Depile as pernas, sua preguiçosa. Ir à pedicure vai matar você?

Para piorar, o garoto por quem Haley é afim está bem mais interessado na sua melhor amiga. A única solução é ir viajar! (risos). Seus pais decidem enviá-la para passar as férias de verão na casa de uma antiga amiga, na Itália.

Não vou negar que esperava algo mais parecido com “Sabrina vai a Roma” ou “Lizzie McGuire” e relíquias (risos) pois, afinal, quem vai pra Itália não tem que viver muitas aventuras? Esses foram alguns dos motivos que me fizeram amar o romance Julieta e me decepcionar com "Rostinho Bonito". Após chegar à cidade de Assís, Hayley, não explora a cidade e são poucas – quase nenhuma – as descrições do local, o que é imprescindível pra se sentir realmente transportado para uma cidade antiga. Depois o garoto italiano – sempre tem um garoto – aparece, mas achei o romance deles muito rápido.

Em contra partida, é interessante a mensagem que a autora quis passar, de que não precisamos ser perfeitos e nem nos igualarmos aos padrões da moda para sermos felizes. Achei super legal o jeito simpático como a família tratou Haley, e eu quase duvidei que ela fosse querer voltar para casa! ;)

Minha opinião geral é de que Rostinho Bonito foi muito bem até a metade, antes de chegar a Itália, depois disso a história perde um pouco o rumo e as férias não são tão interessantes quanto pareciam ser.


Compartilhe

  • Delicious

8 comentários:

  1. Hummm não sei se vou gostar não O.o Mas aquela parte que vc colocou, me deixou curiosa rsrsr Hummm Não sei agora kkkk

    Bjkss
    Ká Guimaraes

    ResponderExcluir
  2. Amei o quote, eu iria odiar uma balança que falasse meu peso rsrs.
    Ele parece ser legal, mas não chama muito minha atenção,
    beijos.

    ResponderExcluir
  3. Eu também queria alguma coisa leve e quando vi esse lançamento, achei que ia ser bem daquele estilo que você acaba falando "Awww...", mas pelo jeito não é tudo isso. Uma pena que as descrições são mais ou menos, acho que depois que eu fui pra Paris com a Anna - KKK - fiquei mal-acostumada e vou querer coisas melhores... quando abaixar o preço, talvez compre.
    Obs.: adorei o quote! Balança falante? Essa é nova...
    Beijos,
    Isa Pina ~ portal dos livros

    ResponderExcluir
  4. A capa é super fofa, assim como de Garota Perfeita, mas como eu me decepcionei com Garota Perfeita, não me animo muito com esse. Parece mais uma daquelas história de meninas bonitas que não se encaixam. E como assim vai pra Itália e não explora?! Poxa vida hein!!! Mas eu gostei dessa parte da balança, foi engraçado.

    ResponderExcluir
  5. Fiquei com vontade de ler esse livro porque gostei dos outros livros da Autora, mas já vi que esse vai para o final da lista!! rs...
    beijos
    Camila - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. Oi, sou editor do blog Entrando Numa Fria e vim conhecer o seu http://entrandonumafria.blogspot.com/ um excelente blog pelo visto de alta qualidade.

    Não conhecia esse livro.

    ResponderExcluir
  7. Humm...adoro descrições dos lugares...acho super importante, que pena esse livro não ter aprofundado tanto...

    ResponderExcluir
  8. É mesmo, se um livro propõe uma viagem para um outro país, e os leitores ficam na expectativa de conhecer um pouco mais sobre o tal lugar, e o autor não faz isso, faz o livro ficar desinteressante, como acontecer com vc.

    ResponderExcluir

Olá leitor! Quero muito saber o que você do post!

-> Deixe nos comentários suas impressões, opiniões e expectativas. Só não vale contar algum spoiler sobre o livro, rs. Se quiser falar comigo e não quiser usar os comentários, você pode escrever para mim por meio do formulário de contato, clicando aqui.

Obrigada pela visita! :D


Blogger Template by Clairvo