16 de fevereiro de 2012

Resenha A Maldição do Tigre


Título: A Maldição do Tigre
Autor: Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 352
Ano: 2011
Sinopse: Paixão. Destino. Lealdade. Você arriscaria tudo para salvar seu grande amor?
Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco. Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado dele.
O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço.
Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem.
A maldição do tigre é o primeiro volume de uma saga fantástica e épica, que apresenta mitos hindus, lugares exóticos e personagens sedutores. Lançado originalmente como e-book, o livro de estreia de Colleen Houck ficou sete semanas no primeiro lugar da lista de mais vendidos da Amazon, entrando depois na do The New York Times.
Leia um trecho aqui.
Com o objetivo de juntar dinheiro para a faculdade, Kelsey Hales, decide trabalhar durante as férias de verão e é contratada pelo Circo Maurizio, que acabou de chegar a cidade. Lá, ela passa o dia com o garoto Matt na venda dos ingressos, vendendo pipoca e na limpeza do lugar para o espetáculo. Além de tudo isso, Kelsey precisa ajudar o domador a cuidar da maior atração do circo: Dhiren, o tigre branco!

Todas as noites, para não se sentir tão sozinha, a garota pega sua manta preferida e dirige-se até o galpão do animal, onde começa a ler Shakespeare em voz alta. O engraçado é que Dhiren parece, de fato, entende-la e começa surgir assim uma misteriosa conexão entre eles.

Quando a jaula do tigre passou diante de mim, tive uma vontade súbita de acariciar-lhe a cabeça e confortá-lo. Eu não sabia se tigres eram capazes de demonstrar emoções, mas tive a impressão de poder perceber seu estado de espírito. Parecia melancólico.
Exatamente nesse momento, uma brisa suave me envolveu com o perfume de jasmim e de sândalo. Meu coração disparou enquanto um arrepio percorria meus braços. Mas, tão rápido quanto veio, o cheiro delicioso desapareceu e então senti um inexplicável vazio na boca do estômago.
- Kelsey

Para uma jovem que tinha pequenas expectativas, Kelsey tem a vida mudada drasticamente em poucas semanas, e acaba indo parar na Índia, ajudando um antigo príncipe indiano a se livrar de uma maldição de mais de 300 anos!

Antes de falar a minha opinião sobre a obra, a minha vontade súbita de ler A Maldição do Tigre começou quando assisti o vídeo abaixo no site da Arqueiro. (Assistam!)

AMDT é interessante pois significa uma lufada de ar fresco para os leitores, quer dizer, particularmente, nunca li nenhuma história que se passasse ou tivesse relação com a Índia, recheada de mitos e cultura desse país. Como é um tema não muito explorado até agora, é rico em detalhes da mitologia indiana – como a Deusa Durga (imagem a direita), as criaturas Kappas, O Fruto – misturada com romance, magia e aventura. Assim, estou mais do que convencida a continuar lendo a série, que terá 5 livros.

Deusa Durga 

A Maldição do Tigre, para mim, se divide em três partes, o começo muito legal, o meio já sem muitas emoções, e o final superinteressante, que trouxe um gancho para continuação. Durante a leitura me vi fazendo referências ao filme da Princesinha, em que a personagem Sara conta para as outras meninas sobre Sita, que também faz parte do repertório de lendas indianas que é mencionado em A Maldição do tigre.

A protagonista não é daquele tipo que nos faz amá-la ou odiá-la. No começo, Kelsey é um tanto ingênua e boazinha de mais, mas ao longo do livro a personalidade dela vai se mostrando mais forte e decidida, o que talvez seja uma estratégia da autora para o crescimento da personagem durante os próximos livros. Gostei bastante do personagem do mocinho (risos), Ren, o príncipe aprisionado temporariamente no corpo do tigre – ou o tigre que se transforma em homem? Aliás, o romance com Kelsey promete esquentar :) Não conto mais nada! Quero saber as conclusões de vocês.

Embora tenha alguns pontos que incomodem a principio, como a família adotiva que deixa uma garota de 18 anos ir para um país diferente com um desconhecido e a pacificidade da protagonista, o livro tem elementos muito interessante e mágicos como afirmou a autora de Sussurro, Becca Fitzpatrick.

Mesmo com esses pequenos detalhes, e não tendo todas as expectativas atendidas, me envolvi com a riqueza da história e, após a leitura, fiquei com aquele sentimento de “quero mais”. A Arqueiro está fazendo mistério, mas informou ao Open Page que o próximo livro, O Resgate do Tigre, será lançado ainda nesse semestre. Vamos aguardar :)

Compartilhe

  • Delicious

13 comentários:

  1. Cada resenha que eu leio só serve para aumentar a minha curiosidade com esse livro! Fora que a capa é linda de morrer.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Sinceramente, a autora me perdeu quando falou sobre Twilight... ¬¬ Agora estou pensando duas vezes se lerei o segundo livro...

    ResponderExcluir
  3. Natalia, ela diz que gostava muito de Twilight e queria outra série para ler. Não tem nada a ver com Crepúsculo, a não ser, talvez, o futuro triângulo que pode surgir.
    bjs!

    ResponderExcluir
  4. Oi

    Acho que eu sou a única que não gostou desse livro...
    Não planejo ler o próximo livro, não curto muito triângulos amorosos e tenho quase certeza que isso estará mais evidente no próximo livro.

    Gabi

    ResponderExcluir
  5. Carol, eu adoro o filme A Princesinha. ( Detalhe)

    Estou com vontade de ler esse livro desde que vi a capa dele é muito linda cara e a história parece ser tão legal e interessante.

    Amei sua resenha e espero que vc leia o segundo livro e poste a resenha aqui no blog. Bjokas

    ResponderExcluir
  6. É uma saga! Eu tinha achado que era um livro independente. Eu adoro tigres, então eu amei a capa!! Muito interessante a história do livro, nunca vi nada sobre a Índia, e a mitologia de lá é tão rica em detalhes. Muito legal também a inspiração da autora!

    ResponderExcluir
  7. Quero ler este livro desde que vi a capa e li a sinopse. Achei tão interessante, tão original. E agora vendo sua resenha me aguçou de um jeito. Então o tigre é um príncipe encantado? Entendi bem? Que legal
    Adoro A Princesinha, já chorei e tudo quando ela reencontra o pai *--*
    Bela resenha Carol
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Também achei a história bonitinha e vou ler a continuação com certeza, os personagens principais são fofinhos.
    um abraço
    Gisela - Ler para Divertir

    ResponderExcluir
  9. Esse livro parece ser ótimo, com certeza vai entrar na minha listinha!
    Adoro suas dicas, se quiser venha conhecer meu blog!

    Com carinho, S.

    ResponderExcluir
  10. Oi Carol,
    Eu já vi esse livro algumas vezes na livraria e fiquei tentada a comprar só pela capa!! hehehe Acho o trabalho gráfico lindo! Mas ainda não me animei com a história! Já vi excelentes críticas sobre ele, mas tem qualquer coisa nessa história que não me atrai! Só não sei o que!!
    Beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  11. Eu amei o livro, tem uma história incrível e concordo com você a personagem não nos faz odiá-la nem amá-la mas confesso que tem momentos que eu gostei muito dela e outros que deu uma raiva enorme como no final do livro...
    Mas acho que se estivesse em seu lugar eu pensaria a mesma coisa e faria tudo igual .

    Beijos Girls e Books.

    ResponderExcluir
  12. Li a Saga Percy Jackson e os Olimpianos e também as Crônicas dos Kane e sinceramente, a escritura está cada vez melhor. Por eles serem personagens infanto-juvenis não podia esperar romance semelhante á Crepusculo e a Maldição do Tigre não é? Então, não gostei muito da comparação, mas Riordan tem estilo próprio para escrever suas histórias. na minha opinião, elas não devem ser comparadas com situações de romance modinha, pois seu conteúdo está voltado mais para ação, mistério, humor e ás vezes drama. Riordan é o meu escritor favorito e estou aguardando seu próximo livro o Filho de Netuno.

    ResponderExcluir
  13. Li a Saga Percy Jackson e os Olimpianos e também as Crônicas dos Kane e sinceramente, a escritura está cada vez melhor. Por eles serem personagens infanto-juvenis não podia esperar romance semelhante á Crepusculo e a Maldição do Tigre não é? Então, não gostei muito da comparação, mas Riordan tem estilo próprio para escrever suas histórias. na minha opinião, elas não devem ser comparadas com situações de romance modinha, pois seu conteúdo está voltado mais para ação, mistério, humor e ás vezes drama. Riordan é o meu escritor favorito e estou aguardando seu próximo livro o Filho de Netuno.

    ResponderExcluir

Olá leitor! Quero muito saber o que você do post!

-> Deixe nos comentários suas impressões, opiniões e expectativas. Só não vale contar algum spoiler sobre o livro, rs. Se quiser falar comigo e não quiser usar os comentários, você pode escrever para mim por meio do formulário de contato, clicando aqui.

Obrigada pela visita! :D


Blogger Template by Clairvo