15 de dezembro de 2012

Resenha Belo Desastre



Título: Belo Desastre
Autor: Jamie McGuire
Editora: Verus
Número de páginas: 389
Ano: 2012
Contra-capa: Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade.  Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade.

Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura.

Belo Desastre é um daqueles livros que a gente tem a impressão de que vai gostar só de ler a sinopse. Particularmente, eu adoro um bom romance, ainda mais quando ele vai sendo construído aos poucos durante o desenrolar dos capítulos e, ok, daqueles tipo gato e rato. Mas nem tudo são flores na romance de Jamie McGuire.

Abby vai ter, finalmente, seu primeiro ano da faculdade. Ela e sua melhor amiga America mal podiam esperar para fugir de sua antiga cidade e começar de novo. Sem as imagens pré-formadas que as acompanharam durante toda a vida, elas poderiam ser quem quisessem agora. Bem... ou será que as pessoas continuam sendo as mesmas, apesar das constantes tentativas de mudar?

A primeira cena do livro nos leva a um galpão onde alunos de diversas faculdades lutam por dinheiro. Tudo gira em torno de apostas, e Abby, America e Shepley, seu namorado, estão no meio da multidão, e para piorar, nossa protagonista não vestiu o modelito mais adequado para o dito ambiente. No decorrer da luta, Abby sai correndo em direção a arena, hipnotizada, e quando Travis (um dos lutadores, primo de Shepley) acerta o golpe final em seu adversário, seu cardigã de chasimere fica manchado de sangue! E é nesse momento que os dois se olham pela primeira vez. Romântico? É... talvez não!

Travis não é um mocinho do tipo príncipe encantado, longe disso, ele é o pegador da faculdade, aquele que sai sem compromisso e tem uma garota por noite. O cara nos passa aquela imagem de conquistador bem resolvido, seguro de si, que não tem intenção nenhuma de se envolver com ninguém, até conhecer Abby. Ele é, claro, tenta conquistá-la na primeira oportunidade, e começa a chamá-la de beija-flor.

Abby, não se rende aos encantos de Travis tão fácil, aliás, o garoto estranhamente a faz lembrar de algo do passado que ela tenta esquecer. Nessa situação os dois viram amigos, mas qual poderá ser o desenrolar dessa amizade quando o resultado de uma aposta faz com que Abby passe um mês no apartamento de Travis?

Parei um pouco, sem saber como dormiríamos. Travis saiu do quarto, cruzou o corredor e falou algo ininteligível para Shepley no quarto dele antes de ligar o chuveiro. Virei às cobertas e puxei-as até o pescoço, ouvindo o chiado agudo da água no encamento.
Dez minutos depois, a àgua parou de correr e ouvi o assoalho ranger sob os passos de Travis. Ele entrou no quarto com uma toalha enrolada nos quadris.
Tinha tatuagens nos dois lados do peito, e tribais em preto cobriam ambos os ombros salientes. No braço direito, linhas negras e símbolos se estendiam do ombro até o pulso. No esquerdo, as tatuagens terminavam no cotovelo, com uma única linha na parte de baixo do antebraço. Fiquei de costas para Travis enquanto ele deixava a toalha cair na frente da cômoda e vestia a cueca. Depois desligou a luz e deitou na cama ao meu lado.
- Você vai dormir aqui também? - perguntei me virando para olhar para ele.
A lua cheia refletia através da janela e lançava sombras no rosto dele.
- Bem, vou. Aqui é minha cama.
- Eu sei, mas eu...
Parei de falar por um instante. Minhas únicas opções eram sofá ou a cadeira reclinável.
Travis abriu um sorriso e balançou a cabeça.
- Não confia em mim ainda? Juro que vou me comportar muito bem - disse, levantando os dedos de um modo que tenho certeza de que os escoteiros nunca consideraram usar para fazer um juramento."

Belo Desastre é um romance politicamente incorreto, daqueles que ora a gente adora ora ficamos com o pé atrás, afinal as cenas românticas do casal são divertidas e tem um toque hot, mas a singularidade e o passado de ambos personagens não foram satisfatoriamente aprofundados no decorrer da história, deixando margem para críticas. Além disso, fiquei realmente preocupada com Abby, pois o inconstante humor de Travis e sua agressividade me fizeram acreditar que o romance acabaria indo mesmo para um rumo trágico. Um verdadeiro Belo Desastre, literalmente. Decididamente não é um exemplo de relacionamento ideial, pois há uma forte relação de dependência entre os dois, principalmente da parte de Travis. Pensemos bem, o cara destrói o apartamento no desespero quando Abby vai embora sem avisar. No mínimo, preocupante.

Falando nisso, Travis me faz lembrar de uma certa música que não para de tocar ultimamente (de um jeito bem bizarro): O cara que pensa em você toda hora, Que conta os segundos se você demora, Que está todo o tempo querendo te ver….Esbarra [ou briga…] em quem for que interrompa seus passos… Numa análise psicológica (que, aliás, esta circulando pela internet sobre a música de Roberto Carlos), Ciumento, possessivo, e dependente são adjetivos que definem bem Travis! (risos).

Compartilhe

  • Delicious

13 comentários:

  1. Oi, Carol!

    Quero muito ler "Belo Desastre", apesar de ser, como você mesma disse, um romance politicamente incorreto! Por que os mocinhos-vilões sempre chamam mais atenção? (rs)
    Li várias resenhas desse livro, e minha curiosidade só aumenta!

    Um beijo,
    Inara
    http://www.lerdormircomer.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, adorei o blog!
    Quanto ao post, nossa parece ser legal, vou procurar mais sobre até.

    bye!
    www.bygiirl.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Fiquei realmente intrigada para ler esse livro! A resenha deixou um grande suspense no ar. Quero saber os segredos da Abby e conhecer o tal bad boy kkk

    Participando do sorteio ^^
    Bjs
    @Tibiux

    ResponderExcluir
  4. Quero muito ler esse livro desde o lançamento na Bienal!! Sua resenha está ótima!

    Participando do soteio :D
    @julioinhsz
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente esse tipo de relacionamento acontece muito

    Querendo muito ganhar o livro de presente de niver...ahaahahahaha (20/12)

    participando do sorteio

    Camila Groppo

    ResponderExcluir
  6. Eu estava buscando por uma série teen de televisão pra assistir, mas nao encontrei, então vou suprir minha necessidade de série teen por um livro teen ^^

    Participando da promo !

    SarahJessica

    ResponderExcluir
  7. Infelizmente eu nunca encontrarei um Travis Maddox :(
    Participando do sorteio :)

    ResponderExcluir
  8. Infelizmente eu nunca encontrarei um Travis Maddox :(
    Participando do sorteio :)
    @pamelalauriano

    ResponderExcluir
  9. Como sempre não gostei da capa (ou será que ela tem algo relacionado a historia?)
    Bem de cara ja amei a sinopse do livro. Ele me parece ser bem intrigante, os persongens principais são tipo gato e rato (adoro isso em historias) a narrativa parece ser muito boa. Peolo o que eu percebi tambem é que a pergonagem (Abby ) tem um tipo de de luta interna com o o passado dela,e se 'fechou' para o amor.
    Ps: muito boa a resenha parabens!

    Jessica Lisboa
    @jessikalisboa_

    ResponderExcluir
  10. Não tinha levado muita fé nesse livro, mas como você disse que se apaixonou pelo protagonista da história..vamos ver no que dá kkk

    ResponderExcluir
  11. Este é um livro que está na minha lista de desejos, assim que sair os próximos da série provavelmente vou ler...
    Abraços,
    Gisela
    @lerparadivertir
    LerparaDiverir

    ResponderExcluir
  12. Vi esse livro por acaso no submarino e acabei ficando tão louca q não pude esperar o tempo ate ele chegar. Corri nas Americanas e comprei o meu!
    Li em dois dias e se tem um livro q eu aconselho é esse!
    Vc vai do amor ao ódio pelos dois personagens e ao mesmo tempo repensa os valores de um relacionamento!
    Simplesmente perfeito!!!

    ResponderExcluir

Olá leitor! Quero muito saber o que você do post!

-> Deixe nos comentários suas impressões, opiniões e expectativas. Só não vale contar algum spoiler sobre o livro, rs. Se quiser falar comigo e não quiser usar os comentários, você pode escrever para mim por meio do formulário de contato, clicando aqui.

Obrigada pela visita! :D


Blogger Template by Clairvo