11 de setembro de 2014

Resenha Cartas de Amor aos Mortos - Ava Dellaira

Título: Cartas de Amor aos Mortos | Autor: Ava Dellaira | N. pág: 344 | Ano: 2014 | Editora: Seguinte | Leia um trechoCompre: Livraria Cultura
Hey pessoal! Hoje, finalmente, apareci para contar as impressões da minha mais recente leitura, Cartas de Amor aos Mortos, da autora Ava Dellaira, lançado pela editora Seguinte no final de junho deste ano.

“Querido Kurt Cobain,

Hoje a sra. Buster passou nossa primeira tarefa de inglês: escrever uma carta para uma pessoa que já morreu. Como se a carta pudesse chegar ao céu ou a uma agência de correio dos fantasmas. Acho que ela queria que a gente escrevesse para um ex-presidente ou alguém do tipo, mas preciso conversar com alguém. Eu não poderia conversar com um presidente. Mas posso conversar com você.
Gostaria que você me dissesse onde está e por que foi embora. Você era o músico favorito da minha irmã, May. Desde que ela morreu, tem sido difícil ser eu mesma, porque não sei exatamente quem sou. Mas, agora que estou no ensino médio, preciso descobrir rápido. Ou então vou me dar muito mal.”

Cartas de Amor aos Mortos começa de um jeito bem inocente, parecendo ser mais um livro de romance adolescente relativamente leve, mas não é tão simples assim. Ele aborda assuntos muito delicados, como luto, abuso, além da força e a importância da amizade numa época cheia de questionamentos sobre quem o jovem realmente é e sobre quem ele deseja se tornar.

O livro é tenso, triste, reflexivo e, ao mesmo tempo, é tudo isso de um modo delicado, mas a partir de um certo momento não é fácil e incomoda. Laurel acaba de perder sua amada irmã, figura de bastante importância em sua vida e, assim que isso acontece, sua mãe parte para a Califórnia para viver seu luto afastada de todos. O pai de Laurel se esforça para viver uma vida normal apesar das circunstância mas também está triste e, do seu próprio jeito, fica mais distante da filha, que passa alguns dias em sua casa e outros com a tia. A escrita das cartas em um caderno é o que acaba sendo uma “terapia” para Laurel entender tudo o que está acontecendo, já que ninguém pensou em levá-la a um psicólogo para obter ajuda nesse momento tão difícil.

A partir das cartas que Laurel escreve para seus ídolos, figuras famosas como Kurt Cobain, Amelia Earhart e Amy Winehouse, percebemos que há mais do que ela realmente está contando e isso se confirma no decorrer do livro. Sério, fiquei surpreendida com a personagem que, apesar de tudo pelo que passou, segurou a barra na medida do possível e não surtou. Só conseguia pensar que, não demoraria muito, algo mais trágico iria acontecer. É bastante perturbador o sentimento de impotência que acompanha nós, leitores, durante a leitura, experiência bastante semelhante e que me fez pensar em Os 13 Porquês, outro livro tenso cuja protagonista comete suicídio por conta de episódios de bullying.

Se você anda meio deprimido, cuidado ao ler Cartas de Amor aos Mortos, rs, já que é praticamente impossível não ficar com o humor um pouco para baixo com essa história. O livro tem uma atmosfera nostálgica pois Laurel, enquanto conta sobre seu presente através das cartas, mistura vários eventos do seu passado, trazendo memórias vividas junto com a irmã, May.

Laurel muda de escola para não encarar todos aqueles que sabem do que aconteceu, e faz amizade com Natalie, Hannah, Kristen, Tristan, mas não consegue conversar abertamente com eles sobre a morte da irmã, entretanto, os amigos acabam sendo uma base forte para que ela siga em frente, bem como Sky, o seu primeiro namorado, que também a auxilia e está sempre tentando trazê-la para o presente.

Já devo ter comentado em algum outro post aqui do OP que não sou lá muito fã de histórias tristes, prefiro quando elas são mais animadas - ando mais numa fase de fantasia ;) -, mas acredito que livros como CAM são importantes para nos fazer pensar, refletir e prestar mais atenção nas pessoas ao nosso redor, pois na maior parte das vezes, não temos noção do que alguém pode estar passando e não é capaz de falar sobre isso.


Mensagem da autora para os fãs brasileiros

Compartilhe

  • Delicious

0 comentários:

Olá leitor! Quero muito saber o que você do post!

-> Deixe nos comentários suas impressões, opiniões e expectativas. Só não vale contar algum spoiler sobre o livro, rs. Se quiser falar comigo e não quiser usar os comentários, você pode escrever para mim por meio do formulário de contato, clicando aqui.

Obrigada pela visita! :D


Blogger Template by Clairvo