Resenha Mentirosos - E. Lockhart

12:12

Título: Mentirosos | Autor: E. Lockhart | N. pág: 271 | Ano: 2014 | Editora: Seguinte |
Assim que a prova de Mentirosos foi disponibilizada pela Seguinte fiquei interessada no livro, principalmente por ter gostado muito de O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks, que li no início deste ano e que foi escrito pela mesma autora, E. Lockhart.

Mentirosos conta a história de uma família rica que tem uma ilha particular chamada Ilha Beechwood, onde, todos os anos Cadence, nossa protagonista, passa as férias de verão e se diverte com os Mentirosos, grupo formado por ela, Johnny, Mirren (seus primos) e Gat. Para quem está de fora, os Sinclair não têm problemas e vivem um tipo de vida perfeita, onde tudo é maravilhoso e nada falta. Entretanto, o leitor vai descobrindo, ao longo da leitura, que muita coisa vem sendo jogada para debaixo do tapete dos Sinclair.

Bem-vindo à bela família Sinclair.
    Ninguém é criminoso.
    Ninguém é viciado.
    Ninguém é um fracasso.
    Os Sinclair são atléticos, altos e lindos. Somos democratas tradicionais e ricos. Nosso sorriso é largo, temos queixo quadrado e sacamos forte no tênis.
    Não importa se o divórcio retalha os músculos do nosso coração a ponto de mal conseguir bater sem esforço. Não importa se o dinheiro do fundo de investimento está acabando, se as faturas do cartão não são pagas e se acumulam sobre a bancada da cozinha. Não importa se tem um monte de frascos de comprimidos sobre a mesa de cabeceira.
    Não importa se um de nós está desesperadamente, desesperadamente apaixonado.
    Tão
    apaixonado
    que medidas desesperadas
    precisam ser tomadas.
    Somos Sinclair.
    Ninguém é carente.
    Ninguém erra.
    Vivemos, pelo menos durante o verão, em uma ilha particular perto da costa de Massachusetts.
    Talvez isso seja tudo o que você precisa saber a nosso respeito.

Agora, com a idade de 17, depois de um período de dois anos com fortes dores de cabeça e amnésia, Cadence finalmente volta à Ilha. Quando ela tinha 15 anos houve um acidente durante as férias de verão, mas a garota não se lembra do que aconteceu e ninguém quer lhe contar diretamente – as ordens médicas são para que ela recupere suas memórias espontaneamente.

A leitura de Mentirosos  é como montar um quebra-cabeças. Você vai encontrando várias peças, mas é só no fim, quando a figura se forma, que tudo passa a fazer sentido e o leitor compreende os sutis detalhes deixados pela autora ao longo dos capítulos. É impossível não se arrepiar quando a personagem, finalmente, descobre a verdade sobre o que aconteceu naquele fatídico dia!

E. Lockhart usa aqui um estilo peculiar muito interessante na hora de contar a história dos Mentirosos, utilizando principalmente frases curtas que, a meu ver, simbolizam as memórias fragmentadas de Cadence e toda a confusão que está ocorrendo dentro de sua cabeça. São intercaladas, também, a partir de flashes, lembranças dos verões passados o que nos ajuda a entender a teia de relacionamentos. Além disso, vale a pena mencionar que há referências a contos de fadas e também a obra de Shakespeare, os quais a personagem utiliza e compara com a própria história e com a família.

Mentirosos garante suspense e drama na medida certa. Mal posso esperar para ler outra obra de E. Lockhart!


Outros posts legais

0 comentários

Olá leitor! Quero muito saber o que você do post!

-> Deixe nos comentários suas impressões, opiniões e expectativas. Só não vale contar algum spoiler sobre o livro, rs. Se quiser falar comigo e não quiser usar os comentários, escreva para mim por meio do formulário de contato, clicando aqui.

Obrigada pela visita! :D


Leitores do Open

Nossa página no facebook

Cópia atribuida


Esta obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil. Se usar algum texto não esqueça de citar a fonte.


Translate here: Google-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to English