8 de fevereiro de 2015

Resenha A lista de Brett - Lori Nelson Sipelman

Título: A lista de Brett | Autor: Lori Nelson Spielman | Número de páginas: 364 | Ano: 2014 | Editora: Verus | 
Conhecemos Brett Bohlinger após um evento muito triste: Elizabeth, sua mãe, literalmente o pilar da família, acabou de falecer. Além do luto que Brett vivencia por conta da perda, ela tem de enfrentar uma grande frustração após a leitura do testamento de sua mãe. O cargo de presidente da empresa de cosméticos que parecia tão certo foi deixado para sua cunhada Catherine, e Brett, bem, ficou sem nada além de uma lista de metas que deve completar nos próximos meses e, só assim, então, receberá sua herança.

O problema é que essa lista de sonhos foi escrita pela própria Brett, mas há muitos anos, e tudo o que ela quer agora é muito diferente do que almejava nos seus anos da adolescência. Agora, uma mulher feita de 36 anos, Brett não pode abrir mão do relacionamento com o namorado, o emprego estável, e de tudo o mais que conquistou, pode?

Primeiras frases
1

"Vozes vindas da sala de jantar ecoam pela escadaria de nogueira acima, um zumbido, intrusivas. Com as mãos trêmulas, tranco a porta atrás de mim. Meu mundo fica silencioso. Apoio a cabeça na porta e inspiro fundo. O quarto ainda tem o cheiro dela, do perfume Eau d'Hadrien e do sabonete de leite de cabra. Sua cama de ferro range quando me arrasto para cima dela, e é um som tão tranquilizador quanto o tilintar do sino dos ventos em seu jardim ou sua voz sedosa dizendo que me amava. Eu vinha para esta cama quando ela a dividia com meu pai, reclamando de dor de barriga ou de monstros debaixo de minha cama. Todas as vezes, minha mãe me deixava ficar, me abraçava forte e acariciava meus cabelos, sussurrando: 'Haverá outro céu, meu amor, é só esperar'. E então, como que por milagre, eu acordava na manhã seguinte e via fitas âmbar esvoaçando entre minhas cortinas de renda."

A lista de Brett é um romance bonito, inspirador, de uma mulher recuperando tanto seus antigos sonhos quanto a coragem necessária para realizá-los. Acompanhamos Brett, aos poucos, depois de muito hesitar, sair de sua zona de conforto e começar a se arriscar em coisas novas, para as quais ela se julgava incapaz.

A mãe, mesmo não estando mais viva, encoraja Brett por meio de suas palavras, presentes nas cartas que são lidas após completar cada uma das metas, e acaba sendo como guia para mudanças na vida da filha. Brad Midar, o advogado que ficou encarregado de cuidar do espólio de Elizabeth, também é muito importante durante essa nova jornada de Brett, principalmente no começo, estando sempre próximo para ajudar e não deixá-la desistir.

Apesar dos sonhos da lista parecerem simples, a princípio, alguns deles provocam grandes questionamentos em nossa protagonista servindo, também, para desconstruir alguns preconceitos, em relação a temas como sorte x merecimento, riqueza x pobreza, carreira, amizade, maternidade, amor e, é claro, família.

A história de A lista de Brett não chega a ser maravilhosa - culpa talvez das minhas altíssimas expectativas em relação ao livro – mas surpreende em relação ao rumo que as coisas tomam, não ficando somente centrado na lista que Brett deve completar, afinal de contas, e isso é um ponto muito positivo. Além disso, a leitura é gostosa, daquelas que a gente não percebe que já leu tantas páginas.

Uma coisa bem chata em relação a leitura foram os problemas de impressão. Para começar, a cor das letras está mais fraca do que o normal – comparando com livros de outras editoras – mas depois de algum tempo esse ponto não fica tão perceptivo... Agora, o que incomoda mesmo são traços, acentos, outras pontuações e pedaços de palavras que faltam em algumas páginas, o que ocorre, na maioria das vezes, no canto externo das folhas. Esperamos que seja apenas problema isolado e não aconteça de novo, né?!

Quem aí já leu?

Compartilhe

  • Delicious

0 comentários:

Olá leitor! Quero muito saber o que você do post!

-> Deixe nos comentários suas impressões, opiniões e expectativas. Só não vale contar algum spoiler sobre o livro, rs. Se quiser falar comigo e não quiser usar os comentários, você pode escrever para mim por meio do formulário de contato, clicando aqui.

Obrigada pela visita! :D


Blogger Template by Clairvo