26 de março de 2015

Resenha A Playlist de Hayden - Michelle Falkoff - parte 1

Título: A Playlist de Hayden | Autor: Michelle Falkoff | Número de páginas: 288 | Ano: 2015 | Editora: Novo Conceito | 
Hey pessoal, como vão? Hoje venho trazer para vocês outra resenha de primeiras impressões, dessa vez do livro A Playlist de Hayden, da autora americana Michelle Falkoff, lançamento de abril da Novo Conceito.

Trazendo uma história de amizade, o livro se desenrola a partir um fatídico acontecimento: Hayden cometeu suicídio e deixou apenas um pendrive com algumas músicas e um bilhete para seu melhor amigo, Sam, dizendo:

"Para Sam. Ouça. Você vai entender."

Sam é quem nos conta a história por meio do seu ponto de vista, trazendo na narrativa sua raiva e culpa pelo que aconteceu e as saudades que sente do amigo de infância. Ambos nunca foram do tipo popular, ao contrário. Como dorks (menções ao mundo fantástico e dos jogos aparecem bastante no livro), eram ignorados pela maioria da escola. Quem dera que fossem esquecidos por todos, pois assim não sofreriam com um grupo de alunos mais velhos, cujo irmão de Hayden fazia parte, e que lhes causavam inúmeras humilhações. Para piorar a situação, Hayden ainda sofria preconceito por conta da sua dificuldade em aprender, e seus pais, como nos conta Sam, estavam longe de ser amigáveis.

Tudo nos leva a crer, pelo relato de Sam, que algo de muito grave aconteceu numa festa recente em os amigos foram, o que acabou sendo estopim para a decisão e atitude de Hayden de tirar suas própria vida. Mas, assim, como aconteceu com o A Mais Pura Verdade, a NC enviou apenas os primeiros capítulos de A Playlist de Hayden  rs, então não faço ideia de como a história vai terminar! O que acabou chamando muito a atenção, ao acabar a amostra, foi a aparição de um personagem emblemático nomeado de Aquimago_Ged - Quem será? Existe mesmo?

Quando peguei A Playlist de Hayden para ler, logo me lembrei de Os 13 Porquês, que apresenta uma trama similar e também trata do bullying, onde uma garota deixa fitas cassete, com uma mensagem gravada em áudio para as pessoas que, de uma forma ou de outra, contribuíram para seu suicídio. É um livro tocante e recomendado, diga-se de passagem bem interessante (leia a resenha aqui).

O que gosto bastante nesse tipo de romance é a humanização dos personagens, que faz com que nos simpatizemos com eles e, mais importante, desperta a famosa empatia, quando conseguimos nos colocar no lugar deles. Acredito que, principalmente por isso, e também por conquistar nosso interesse para acompanhar jornada de dois garotos, cuja realidade está bem próxima da nossa, essas histórias tem um potencial grande para sensibilizar e desencadear discussões sobre esse tipo de violência, tema que vem ganhando cada vez mais visibilidade nos tempos atuais.

Enfim, o que posso dizer tendo lido os primeiros oito capítulos de A Playlist de Hayden é que este é um livro voltado para o público juvenil e jovem adulto com potencial para contar uma ótima história!

Para quem se interessar em embarcar na leitura após seu lançamento, que está previsto para o dia 6 de abril, aproveito para indicar o booksite, onde os leitores podem conferir e escutar a playlist de músicas de Hayden. Para quem gosta de ler ouvindo um sonzinho, pode ajudar ainda mais a entrar no clima da história.

E aí pessoal, o que acham, gostariam de ler?                             + leia um trecho aqui

Compartilhe

  • Delicious

0 comentários:

Olá leitor! Quero muito saber o que você do post!

-> Deixe nos comentários suas impressões, opiniões e expectativas. Só não vale contar algum spoiler sobre o livro, rs. Se quiser falar comigo e não quiser usar os comentários, você pode escrever para mim por meio do formulário de contato, clicando aqui.

Obrigada pela visita! :D


Blogger Template by Clairvo