Resenha Amaldiçoado - Joe Hill

12:03

Título: Amaldiçoado | Autor: Joe Hill | Número de páginas: 320 | Ano: 2015 | Editora: Arqueiro | leia um trecho 
Tudo está uma droga na vida de Ig Perrish. Isso para não dizer coisa pior. Sua namorada, a doce Merrin, foi morta violentamente há cerca de um ano e todos acreditam que Ig é o culpado, até mesmo sua família, ele descobriu recentemente, graças aos chifres que surgiram misteriosamente em sua cabeça. Todos o odeiam e acham que o melhor seria que ele sumisse, ou melhor, morresse.


Ig não faz ideia do que o par de chifres significa. A princípio, ele acha que só pode estar alucinando, mas descobre rapidinho que as pessoas lhe confidenciam, sem nenhum pudor, seus pensamentos mais censuráveis ao se depararem com os chifres. Pior ainda, ao simples toque de pele, Ig sabe imediatamente o pior das pessoas.
"Ele vai despertar o demônio que há em você."

Primeiras frases
"Ignatius Martin Perrish passou a noite bêbado, fazendo coisas horríveis. Acordou na manhã seguinte com dor de cabeça, levou as mãos às têmporas e sentiu algo estranho, um par de protuberâncias pontiagudas. Estava tão enjoado – sentia-se fraco e seus olhos lacrimejavam por causa da luz – que, a princípio, não deu atenção a isso. A ressaca não lhe permitia pensar nem se preocupar.
Porém, enquanto cambaleava diante da privada, olhou de relance para seu reflexo no espelho acima da pia e viu que tinha criado chifres durante a noite. O susto foi tão grande que o fez recuar e, pela segunda vez em 12 horas, mijou nos próprios pés.
Ele enfiou de novo a bermuda cáqui – ainda estava com as mesmas roupas que usara no dia anterior – e se debruçou sobre a pia para olhar melhor. Em matéria de chifres não eram lá grande coisa. Tinham mais ou menos o tamanho de seu dedo anular, eram grossos na base e, à medida que faziam uma curva para cima, se afinavam até formar uma ponta. Os chifres estavam cobertos por uma pele muito pálida, com exceção das extremidades pontiagudas, que eram de um vermelho intenso e feio, como se estivessem prestes a romper a carne."

O que dizer de Amaldiçoado? A história é tensa e o conteúdo bem pesado. Se você estiver num dia mais ou menos, cuidado que a leitura pode te deixar para baixo, rs!

Quando Ig começa a descobrir os piores segredos das pessoas, ele se espanta, assim como o leitor. É interessante pensar que que esses pensamentos obscuros podem até passar por nossas mentes, mas, por questões de convivência, claro, e valores morais, os rechaçamos. Mas vê-los tão abertamente nas falas dos personagens desperta um sentimento de absurdo e aversão, junto com aquele choque "Nossa, como ele/ela está sendo cruel!".

Sinceramente, a leitura de Amaldiçoado não me agradou. Muitas vezes tive que lutar para não deixar o livro de lado e quando terminei a leitura, só consegui pensar "que viagem", e vocês sabem que adoro sobrenatural e fantasia!

A trama é realmente interessante e chama atenção, com toda essa questão do sobrenatural dos chifres e a sua relação com o diabo, além do mistério em torno de quem é o verdadeiro assassino de Merrin, mas nem os personagens nem a narrativa me conquistaram, esta, principalmente, por conta do conteúdo pesado. Enfim, a verdade é que há tanta coisa ruim com que somos bombardeados todos os dias, por todos os lados, que ultimamente tenho preferido passar meu tempo livre lendo histórias que me animem! ;) Provavelmente, aqueles leitores que curtem bastante o gênero de terror irão gostar mais do livro.

Legal de saber: O título original "Horns", significa Chifres em inglês, e aqui no Brasil, o livro já foi lançado como "O Pacto", em 2010 também pela Arqueiro.

Outros posts legais

0 comentários

Olá leitor! Quero muito saber o que você do post!

-> Deixe nos comentários suas impressões, opiniões e expectativas. Só não vale contar algum spoiler sobre o livro, rs. Se quiser falar comigo e não quiser usar os comentários, você pode escrever para mim por meio do formulário de contato, clicando aqui.

Obrigada pela visita! :D


Leitores do Open

Nossa página no facebook

Cópia atribuida


Esta obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil. Se usar algum texto não esqueça de citar a fonte.


Translate here: Google-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to English