8 de setembro de 2016

Primeiras Impressões - Mutações da Literatura no século XXI, de Leyla Perrone-Moisés


Hey pessoal, como vão? Outro dia vi um título sendo anunciado pela Companhia das Letras com o título Mutações da Literatura no século XXI, escrito por Leyla Perrone-Moisés. Gostei da sinopse e resolvi dar uma lida na amostra dele que encontrei disponível no site da Amazon. Hoje venho contar para vocês o que achei dos primeiros dois capítulos e, afinal de contas, dizer se leria ou não o título.

A proposta da Leyla, crítica literária paulista, é fazer um panorama crítico das mudanças que ocorreram com a literatura, seu ensino nas escolas e, também, à crítica literária no último século, como ela sobrevive nos tempos atuais e suas tendências. Logo no começo, ela aponta que os ensaios contidos no livro são uma continuação da sua análise em "Altas Literaturas", no qual acabou com a ideia de um presente declínio na literatura. Felizmente, parece que atualmente a literatura tem ressurgido, mas como podemos entende-la? Assim, nos primeiros capítulos, Leyla parte para uma discussão sobre o conceito do que foi e do que é literatura hoje, dialogando com vários autores sobre o tema. 

E eu leria Mutações da Literatura no Século XXI?

Claro que sim! rs Ultimamente, tenho tido cada vez mais interesse sobre a literatura e a crítica literária e, enquanto procurava uma boa fonte para aprender mais sobre ambos os temas, o livro aparece na minha time line e me chama atenção. Seria uma coincidência? rs O fato é que adoraria continuar a leitura para ampliar meu conhecimento sobre o universo da literatura, até porque a escrita da autora me empolgou e acredito que seja bem fundamentada. Ah! Fiquei curiosa também para ver quais os livros que ela comentará para ilustrar as tendências que encontra na literatura contemporânea.

Editora: Companhia das Letras
Páginas: 296
Sinopse: Leyla Perrone-Moisés é uma das críticas mais atentas e curiosas do Brasil. É famosa por descobrir os melhores jovens autores, além de se destacar pela qualidade de seus escritos. Neste livro atual e desafiador, ela lê autores como Jonathan Franzen, Bernardo Carvalho e Roberto Bolaño para tentar compreender como grandes livros continuam a surgir e a impactar os leitores. Como diz a autora na “Apresentação”: “Enquanto a situação do ensino da literatura continuou se degradando, a prática da literatura não só tem resistido ao contexto cultural adverso mas tem dado provas de grande vitalidade, em termos de quantidade, de variedade e de qualidade. E é isso que pretendo mostrar neste livro”.

Gostei muito da ideia de uma coluna de "Primeiras Impressões" e acredito que seria legal trazer esse tipo de post de vez em quando por aqui, o que vocês acham? Aproveitem e me indiquem livros que eu deveria dar uma olhada por aqui nos comentários, nas redes sociais  (face, twitter, insta) ou pelo formulário de contato. :D

Obrigada por ler o Open Page e até o próximo post!

Compartilhe

  • Delicious

0 comentários:

Olá leitor! Quero muito saber o que você do post!

-> Deixe nos comentários suas impressões, opiniões e expectativas. Só não vale contar algum spoiler sobre o livro, rs. Se quiser falar comigo e não quiser usar os comentários, você pode escrever para mim por meio do formulário de contato, clicando aqui.

Obrigada pela visita! :D


Blogger Template by Clairvo