4 de agosto de 2016

Resenha A Rebelde do Deserto - Alwyn Hamilton


Título: A Rebelde do Deserto (A Rebelde do Deserto #1) | Autor: Alwyn Hamilton | Editora: Seguinte | N. de págs: 288 | Ano: 2016 | Leia um trecho
Realmente estou com a sorte grande para escolher bons títulos para ler nessas férias e A Rebelde do Deserto não poderia ter ficado de fora da lista das minhas recentes leituras favoritas!

É na Vila da Poeira, em Miraji, onde mora Amani Al’Hiza, uma garota de 17 anos, cujo maior desejo é fugir para encontrar um lugar que possa, realmente, chamar de lar. Quando a garota era pequena, ela vivia ouvindo a mãe lhe contar várias histórias maravilhosas sobre Izman, uma cidade grande onde poderia realizar seus sonhos, e é para lá que ela iria na primeira oportunidade que tivesse. A verdade é que ela sempre quis sair de Vila da Poeira mas, agora, com o tio querendo tomá-la como sua nova esposa, ela precisava arrumar uma solução e rápido!

Num lugar em que as mulheres significam praticamente nada, Amani, mesmo correndo um enorme risco de ser pega, se disfarça de menino e decide participar da competição de tiro na cidade de Tiroteio. Ela treinou a vida toda, por isso, é uma ótima atiradora e com o dinheiro do prêmio poderia partir logo em seguida e deixar Vila da Poeira e a casa dos tios para trás, mas, as coisas não saem bem como o planejado! rs Amani acaba conhecendo um forasteiro durante a competição, e ambos se ajudam para conseguir sobreviver à confusão da noite!

No outro dia, enquanto ela trabalha na loja do tio, agora em suas roupas de menina e não mais como o Bandido de Olhos Azuis, como ficou conhecida na competição de tiro, o forasteiro aparece ferido e logo procurando por ele, surgem soldados do exército estrangeiro, conhecidos como Gallans. Amani esconde o forasteiro chamado Jin e, enquanto faz planos para que ele a leve em sua fuga, um buraqi, um cavalo mágico de areia e de vento, aparece e a cidade toda pega seu pedaço de ferro para assistir a sua captura.

Quando a garota é denunciada para os soldados como alguém que sabe a localização do forasteiro traidor, ela se vê em grande apuros nas mãos do comandante Naguib, até que Jin, montado num buraqi, resgata Amani e ambos fogem em disparada pelo deserto!


      " Izman.
    Eu não conseguia pensar na cidade sem ouvi-la sussurada como uma prece esperançosa na voz da minha mãe. A promessa de um mundo maior. Uma vida melhor. Que não terminasse em uma queda breve e uma parada abrupta.
    — Então, “Bandido de Olhos Azuis”. — Abri os olhos e vi o forasteiro agachando perto de mim, apoiando os braços, nos joelhos. Ele não me encarou. — É melhor que “Cobra do Oriente”, pelo menos. — Ele estava segurando um odre. Até aquele momento eu não tinha me dado conta de como estava com sede. Meus olhos acompanharam enquanto ele tomava um longo gole. — E ainda tem um ar de desonestidade. — Ele olhou para mim com o canto do olho. Havia certo tom na sua voz que faria até a pessoa mais ingênua a considerá-lo perigoso. — Você tem um nome de verdade?
    — Claro. Mas você pode me chamar de Oman. — Meus olhos poderiam me entregar, mas meu nome. Amani Al’Hiza, entregaria muito mais.
   O forasteiro deu uma risada curta."

O que dizer dessa história? A Rebelde do Deserto é aventura do início ao fim em meio as areias do deserto de Miraji, com direito a magia de seres primordiais, responsáveis por criarem o mundo e as pessoas, de acordo com as lendas, e Buraqis, cavalos feitos de areia e de vento que se transformam em animais de carne e o osso quando são capturados por mulheres, que os dominam usando algum objeto feito de ferro, única coisa que é capaz de subjugar a magia dessas criaturas. Além de toda a ação num universo fantástico e cenário inóspito, temos uma pitada bem gostosa de romance, que fica por conta da Bandida de Olhos Azuis e o forasteiro Jin.

Acompanhamos toda a aventura através dos olhos azuis de Amani e, a narrativa em primeira pessoa, nos aproxima ainda mais da forte personagem que, apesar de ter sido salva por Jin em algumas ocasiões, consegue se virar muito bem sozinha, graças a sua boa pontaria e força interior, digamos assim, rs. Jin não é um personagem menos importante por causa disso, ao contrário, com seu humor divertido e sua bússola quebrada, serve quase como um guia a Amani, apresentando-lhe mais sobre o deserto do qual ela só conhecia por meio das lendas que ouviu a vida toda e, também, levando-a para um conflito maior do que ela poderia imaginar.

Amani e Jin são como uma dupla dinâmica, rs, um casal muito bem entrosado e com uma grande química que pode ser sentida desde seu primeiro encontro logo nas páginas iniciais do livro. Vamos combinar que Amani não é boba nem nada em aproveitar a chance de fugir logo com um forasteiro misterioso, que, para sua sorte, também se mostra bastante confiável. Ufa!

A Rebelde do Deserto tem um quê de velho oeste que se mostra nas perseguições, na habilidade de tiro de Amani e no cenário principal da trama, que é o deserto, mas, a mitologia fantástica que dá base para a história também é bastante envolvente e, ambos os elementos dão um diferencial bacana para a série. Aliás, não é todo dia que encontramos Young Adults com elementos de fantasia e que se passam, ainda, num clima de deserto, não é verdade? Para mim essa mudança de cenário foi ótima já que, pelo que me lembro, o mais perto disso que cheguei foi com a Graphic Novel de Craig Thompson, Habibi, que é muito boa, aliás.

Como vocês podem imaginar, A Rebelde do Deserto não é uma história apenas sobre sair de casa e conhecer o mundo, existe ainda uma luta de ideais e de poder muito maior acontecendo em Mijari. Para a nossa felicidade a história continua e será desenvolvida nos próximos volumes da série Rebel of the Sands. Pelas minhas pesquisas, já existem mais dois títulos garantidos, sendo que o segundo, intitulado “Traitor to the Throne” (Traidora do Trono, em tradução livre), está previsto para ser lançado no começo de 2017, em seu idioma original. Aliás, a própria autora fofa respondeu meu tweet e confirmou a informação!

Vamos torcer para que a Seguinte corra e lance o título por aqui, também, o mais rápido possível! Eu já estou aqui esperando ansiosamente o meu exemplar. :D Leitura mais do que recomendada!

E abaixo vocês podem ver um pouquinho do efeito que a capa, linda por sinal, tem com a luz do sol. Bacana não? Posso garantir que ao vivo fica ainda mais bonita! rs É isso aí pessoal! Obrigada por ler o Open Page e até o próximo post.


Compartilhe

  • Delicious

0 comentários:

Olá leitor! Quero muito saber o que você do post!

-> Deixe nos comentários suas impressões, opiniões e expectativas. Só não vale contar algum spoiler sobre o livro, rs. Se quiser falar comigo e não quiser usar os comentários, você pode escrever para mim por meio do formulário de contato, clicando aqui.

Obrigada pela visita! :D


Blogger Template by Clairvo