25 de dezembro de 2016

[Especial] Resenha Canção de Natal - Charles Dickens

Título: Canção de Natal | Autor: Charles Dickens | Editora: Companhia das Letrinhas | Número de Páginas: 152 | Ano: 1996
Hey pessoal, como vão? Para que este dia não passe em branco aqui no blog, teremos uma resenha especial de um clássico literário que se passa nesta época do ano: Canção de Natal.

Canção de Natal também foi escrito por Charles Dickens, que elegi como um dos meus autores clássicos preferidos depois da maravilhosa leitura de Grandes Esperanças, feita no ano passado. Já conhecia a trama de A Christmas Carol pela animação da Disney de 2009, "Os Fantasmas de Scrooge", mas não me lembrava muito da história. Quando recebi o livro fiquei bem curiosa para ler mas decidi esperar até Dezembro para entrar, mesmo, no clima de Natal, rs.

No livro conhecemos Ebenezer Scrooge, um senhor rabugento que só quer saber de cuidar dos seus negócios. Carrancudo e frio, ele não possui laços significativos com as pessoas e muito menos liga para os mais necessitados. Apesar de ter bastante dinheiro, é um verdadeiro muquirana, do tipo que deixa o carvão trancado a chave para que seu funcionário não possa usar a lareira em pleno inverno! Ah, e ele também não gosta da época do Natal, rs.

     “Aonde quer que ele fosse, sempre levava consigo sua própria temperatura gélida; dia após dia, o ano inteiro, congelava seu escritório; e no Natal não derretia nem um grau.
     O calor e o frio externos pouca influência tinham sobre Scrooge. Não havia calor que o aquecesse, nem frio inverno que o gelasse. Nenhum vento que soprasse era mais impiedoso, nenhuma neve mais certeira em seus efeitos, nenhuma tempestade mens inclinada à compaixão. O mau tempo não tinha como pegá-lo.”   p.13

Na véspera de Natal, Scrooge é assombrado pelo falecido sócio. No início, Ebenezer acredita que um mal momentâneo é o responsável por estar vendo coisas que não existem, mas mal sabe que está prestes a passar por uma experiência que irá tocá-lo profundamente. O fantasma de Marley, que se encontra preso a diversas correntes, diz que há esperança e que Ebenezer tem uma chance de não sofre o mesmo destino que o dele. Nos dias seguintes, Scrooge recebe a visita de três espíritos, o Fantasma dos Natais Passados, o Fantasma do Natal de Hoje e o Fantasma do Futuro, e todos eles têm muito o que lhe mostrar.

Apesar de estar no catálogo de livros infantis, a história é forte e a trajetória de Scrooge e as visitas dos fantasmas consegue impactar, principalmente, o leitor mais velho. É uma trama emocionante, cheia de significados e que nos faz refletir sobre a vida e sobre o que é verdadeiramente importante. Tudo isso com a envolvente narrativa de Dickens, que traz o leitor para dentro da trama e conversa com ele. Mais um título do autor que foi direto para a minha lista dos favoritos e que pretendo reler no futuro!

A edição da Cia das Letrinhas (Companhia das Letras) de Canção de Natal possui ilustrações de Quentin Blake, que dão um toque bem especial ao livro. O traço dos desenhos tem um quê rabiscado que combina bem com a situação inusitada pela qual o a personagem passa. Após a leitura, acabei revendo a animação “Os Fantasmas de Scrooge”, e percebi que ela é fiel ao livro, em sua maior parte. Vale muito a pena assistir!

A introdução do ilustrador Quentin Black traz que Dickens escreveu Canção de Natal pouco antes do Natal do ano de 1843, como forma de estimular os leitores a se preocuparem e serem generosos com a população mais pobre da Inglaterra, e o livro foi um sucesso!

Para finalizar a resenha de hoje: Desejo a todos um Feliz Natal!!

Compartilhe

  • Delicious

0 comentários:

Olá leitor! Quero muito saber o que você do post!

-> Deixe nos comentários suas impressões, opiniões e expectativas. Só não vale contar algum spoiler sobre o livro, rs. Se quiser falar comigo e não quiser usar os comentários, você pode escrever para mim por meio do formulário de contato, clicando aqui.

Obrigada pela visita! :D


Blogger Template by Clairvo