20 de setembro de 2017

O Sol também é uma Estrela - Nicola Yoon

Título: O Sol também é uma Estrela | Autor: Nicola Yoon | Editora: Arqueiro| Número de Páginas: 288 | Ano: 2017 | Leia um trecho
Em O Sol Também é uma Estrela conhecemos dois jovens bem diferentes. Natasha é uma imigrante ilegal jamaicana que vive desde os oito anos nos Estados Unidos, mas, agora sua família está sendo deportada para um país da qual ela nem se lembra. Daniel é filho de imigrantes coreanos e o plano de vida que seus pais desejam para ele é cursar e fazer carreira na medicina, mas ele quer mais mesmo é ser poeta.

No dia em que Natasha sai de casa com sua lógica inabalável em busca de uma solução para continuar nos EUA, Daniel vai em direção a sua entrevista de admissão para Yale, os dois se encontram por acaso. Ou seria o destino o responsável por juntar esse casal improvável?

O Sol Também é uma Estrela se passa em um só dia, enquanto Natasha tenta arranjar um jeito de não ser deportada e Daniel questiona a si mesmo se seguir o sonho dos pais o fará feliz a longo prazo.

A narrativa é intercalada entre o ponto de vista das duas personagens, e também há um adicional interessante com alguns capítulos que parecem ser narrados pelo Destino, ou talvez, o Universo. Em alguns capítulos temos explicações científicas de observações feitas por Natasha, que é extremamente lógica e que até agora só acreditava em fatos, e em outros o Universo nos deixa saber um pouco mais sobre pessoas que cruzam o caminho das personagens principais no decorrer do livro. É o caso da segurança que faz Natasha se atrasar e o motorista do trem em que Daniel está que interrompe o trajeto para falar sobre religão. Esses acontecimentos são colocados na história de forma que o leitor fica se perguntando se seriam apenas aleatórios, simples coincidências ou então obra do Destino, partes de um plano maior. E essa questão vai permear todo o livro.

Um elemento que me agradou muito foi que a autora está sempre brincando com a questão do acaso versus destino, razão e emoção, e fazendo algumas reflexões no decorrer da história, desde os capítulos narrados, supomos, pelo Destino, até o jogo de perguntas que Daniel propõe a Natasha na esperança de convence-la a se apaixonar por ele até o final do dia, proposta qual a garota está totalmente cética apesar de achá-lo interessante.

Gostei mais da primeira parte do livro do que do meio para o final, onde a história perde um pouco do bom humor e do ar divertido e passa a ser mais dramática. A partir daí são vários os conflitos familiares, com foco na relação pais e filhos.

Apesar desse detalhe, O Sol Também é uma Estrela é uma boa leitura. Tem uma história que fala sobre encontros e desencontros, e também sobre sonhos e como cada um se arrisca (ou não) para realizá-los.

Compartilhe

  • Delicious

0 comentários:

Olá leitor! Quero muito saber o que você do post!

-> Deixe nos comentários suas impressões, opiniões e expectativas. Só não vale contar algum spoiler sobre o livro, rs. Se quiser falar comigo e não quiser usar os comentários, você pode escrever para mim por meio do formulário de contato, clicando aqui.

Obrigada pela visita! :D


Blogger Template by Clairvo