As melhores leituras e as decepções literárias de 2017!

12/28/2017


Hey pessoal! Como vão? Ano acabando e chegou a hora das retrospectivas! No post de hoje vou contar para vocês sobre as minhas melhores leituras de 2017 e, claro, quais foram as decepções literárias do ano.

Como não li tantos livros em 2017 - conto mais no post da Retrospectiva Literária -, da mesma forma, a lista de leituras que marcaram ficou um pouco menor do que nos anos anteriores, rs. Dito isso, vamos às minhas escolhas:

Um dos livros que mais me marcou

Mutações da Literatura no Século XXI foi um livro que eu estava ansiosíssima para ler e que acabou mudando meu modo de ver os livros, e o papel da literatura. A leitura me fez refletir sobre vários assuntos, e aumentou ainda mais o meu interesse por títulos que realmente têm algo a dizer e, claro, teoria e crítica literária.

A melhor série de fantasia

É muito difícil encontrar uma série que mantenha o bom ritmo entre narrativa, enredo e personagens interessantes durante toda uma série e Cinda Williams Chima conseguiu fazer isso com louvor em Os Sete Reinos. Além do fato dessa ser uma das minhas séries preferidas da vida, todos os quatro livros - li O Trono Lobo Gris e A Coroa Escarlate em 2017 - são sensacionais e eu mal posso esperar para ler algo novo da autora de novo.

De volta a Hogwarts

Em 2017 eu finalmente coloquei em prática o meu projeto pessoal de leitura de reler a saga Harry Potter no original. Aproveitei e fiz a leitura ouvindo também o audiobook que é sensacional - o narrador faz inclusive as vozes dos personagens!

Uma trajetória familiar do início ao fim

História foi um dos gêneros que mais tive interesse em ler em 2017. E um dos calhamaços históricos com o qual me deparei este ano foi Os Románov: 1613-1918, que conta a história da família real Russa, do seu surgimento até o trágico fim com a Revolução Russa. Uma leitura super interessante e rápida, apesar das quase 1000 páginas.

Uma viagem à Idade Média através de livros

Outro livrão que me proporcionou uma leitura recheada de informações foi Manuscritos Notáveis. O título trata sobre doze manuscritos que sobreviveram desde a Idade Média e trazem bastante história através de suas frágeis páginas e ilustrações deslumbrantes. O autor tem um diálogo muito próximo com o leitor e sua narrativa dá a sensação de que viajamos com ele até o encontro com os manuscritos.

Menção honrosa para títulos que quase entraram para o top de melhores leituras:

Decepções Literárias

Agora, em relação aos livros que me decepcionaram este ano, vou manter os três títulos que mencionei na Retrospectiva do primeiro semestre - Nova Era porque esperava muito mais do encerramento da trilogia Mundo Novo que é muito boa, A Rainha de Tearling que tem alguns problemas e não consegue emocionar e, por fim, O primeiro dia do resto da nossa vida, que foi uma trama chata e bem arrastada -  e adicionar um dos livros mais comentados nesses últimos meses: Outros jeitos de usar a boca. Simplesmente não gostei e não consegui ver tanta beleza na "poesia" da autora como comentado por diversos leitores.

E vocês? Quais foram suas melhores -  e piores - leituras de 2017?

Outros posts legais

0 comentários

Olá leitor! Quero muito saber o que você do post!

-> Deixe nos comentários suas impressões, opiniões e expectativas. Só não vale contar algum spoiler sobre o livro, rs. Se quiser falar comigo e não quiser usar os comentários, escreva para mim por meio do formulário de contato, clicando aqui.

Obrigada pela visita! :D


Leitores do Open

Nossa página no facebook

Cópia atribuida


Esta obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil. Se usar algum texto não esqueça de citar a fonte.


Translate here: Google-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to English